março 2, 2020

IRPF 2020-2019:Como não cair na malha fina?

by Martin Cordioli in Atlas Invest

Começou hoje, segunda-feira (02/03/20) o prazo para entregar a sua declaração do Imposto de Renda 2020, ano calendário 2019 e vai até dia 30 de abril.

A declaração é obrigatória para os contribuintes que receberam valor igual ou maior que R$ 28.559,70 em 2019, decorrente de rendimentos tributáveis (salário, bônus na empresa etc), entre outras situações. O programa já está disponível para download no site da Receita Federal através do link: Download IRPF 2020-2019.

Note que este artigo não substitui, em qualquer hipótese, as orientações, determinações e prazos indicados pela Secretaria da Receita Federal do Brasil, em relação a diretrizes para efetuar a Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (“DIRPF”).

DOCUMENTOS PARA A DECLARAÇÃO

O BTG Pactual disponibilizou todos os informes e para ajudar e auxiliar o investidor a realizar a sua declaração de forma correta, estruturamos os tópicos a seguir com os principais pontos. Também recomedamos que o investidor arquive em uma pasta todos os documentos que irão dar suporte a sua Declaração do Imposto de Renda 2020-2019, como:

  • Extratos Bancários do ano calendário de 2019;
  • Histórico da posição dos investimentos em 31/12/2019, que está disponível no caminho:

Renda Fixa e Fundos de Investimentos

Para os investidores com posições em renda fixa, (CDB, LCA, LCI), ou em Fundos de Investimentos, está disponibilizado pelo BTG Pactual Digital o Informe de Rendimentos no caminho:

Previdência Privada PGBL e VGBL:

Vale uma nota para quem realizou os aportes em fundos de previdência do tipo PGBL – Plano Gerador de Benefício Livre, esses aportes devem ser declarados apenas em “Pagamentos Efetuados item 36 – Previdência Complementar”.

Já os aportes em fundos de previdência privada do tipo VGBL – Vida Gerador de Benefício Livre , além de declarar o aporte realizado no ano calendário em “Pagamentos Efetuados item 36 – Previdência Complementar”, o contribuinte deve também informar em “Bens e Direitos”, o saldo investido.

Os informes estão disponíveis na área logada, no caminho:

Renda Variável

Informes de Rendimentos RV

O investidor que tenha posições em ativos de renda variável e recebeu algum valor ao longo de 2019 a título de dividendos, juros sobre capital próprio, alugueis, etc., deve receber das empresas e fundos imobiliários listados em bolsa os respectivos informes de rendimentos.

Também é importante que o investidor faça o controle, de preferência em planilha, do cálculo do valor médio de aquisição das suas posições em renda variável (ações, opções, ETFs, fundos imobiliários…).

Caso o investidor tenha finalizado alguma operação ao longo do ano, com fato gerador do imposto de renda, arquivar as respectivas DARFs dos meses com imposto a recolher.

O BTG Pactual Digital fornece relatórios auxiliares para renda variável, mas que não trazem cálculos de imposto devido ou do custo de aquisição de cada posição.

  • BTG Pactual Digital > área logada > histórico > Documentos > Relatórios Auxiliares de IR:
    • Posição em Custódia RV (o investidor precisa calculador o custo de aquisição de cada posição que deve ser lançada de forma individualizada em Bens e Direitos).
    • Consolidado Mensal IRPF – RV;
    • Proventos Pagos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *