Investimentos no Exterior Investimentos no Exterior

Por que fazer investimentos no exterior?

8 minutos para ler

Você ainda não investe no exterior? Talvez seja a hora de expandir seus horizontes em busca de novas possibilidades para aplicação do seu dinheiro, em moeda forte e ganhos potencialmente maiores.

Nesse artigo, listamos os 3 principais motivos que levam ou deveriam levar o investidor que está disposto a multiplicar seus ganhos a investir no exterior. Basicamente são os seguintes:

  • Um novo universos de possibilidades (mercado maior do que o do Brasil, e onde se concentram as maiores empresas do mundo);
  • Maior segurança quanto a instabilidades (moeda forte e políticas estáveis);
  • Potencial de valorização cambial (ganhos maiores).

Logo após, também listamos os principais tipos de investimentos para você que deseja migrar parte da sua carteira para o exterior. Não deixe de conferir!

Principais motivos para se investir no exterior

Você ainda é daqueles que considera os investimentos no mercado exterior uma utopia? Então é bom que você tenha muito cuidado para não ficar para trás! 

Veja alguns motivos que justificam uma necessidade crescente do brasileiro em buscar investimentos no exterior:

1. Um novo universo de possibilidades

Se você ainda não começou a investir no exterior, isso significa que todos os seus investimentos estão concentrados no Brasil, certo? Naturalmente, você está limitado às opções de investimentos do mercado brasileiro, que por sinal, é muito pequeno quando comparado a outros mercados.

Os Estados Unidos, por exemplo, contam com um mercado de capitais que é praticamente 50 vezes maior do que o brasileiro! Devido ao seu maior tamanho, esse mercado conta com mais liquidez e opções de diversificação. Por lá, é possível investir em grandes empresas, como Amazon, Facebook, Tesla, Google, Microsoft, Netflix, Uber e Apple.

É por lá, também, que os maiores investidores do mundo, como Warren Buffet e Ray Dalio, concentram seus investimentos. E é onde funciona a BlackRock, a maior gestora de ativos do mundo.

Não restam dúvidas: investir fora do Brasil abre uma nova janela de oportunidades para o investidor.

2. Maior segurança quanto a instabilidades

Não é novidade para ninguém que o Brasil, apesar de viver em uma democracia, ainda é um país cheio de instabilidades. Sobretudo na esfera política, o que inevitavelmente gera constantes cenários de turbulência e incertezas. Tais incertezas, na maioria das vezes, afetam diretamente o mercado financeiro e as suas aplicações como investidor.

Provavelmente em algum momento você já ouviu falar que o governo ou o Banco Central traçaram estratégias para atrair investidores. Ou que houve um fuga de investidores do país, desacelerando a economia.

Essa fuga de investidores – e a necessidade constante de se pensar em estratégias para atraí-los novamente – basicamente se dá em virtude das instabilidades políticas, econômicas, sociais, da moeda e muitas outras ainda enfrentadas pelo Brasil. Tudo isso coloca medo no investidor estrangeiro, que logo retira seus recursos do mercado brasileiro em busca de opções mais estáveis, como o mercado de alguns países europeus e o norte-americano.

Mas, afinal, se os investidores estrangeiros mudam de mercado para se proteger, por que nós, investidores brasileiros, não podemos fazer o mesmo?

Nesse contexto, investir em países com políticas econômicas e sociais claras e com uma moeda mais forte, como é o caso do Euro ou do Dólar, sem dúvida é um excelente mecanismo de segurança patrimonial!

3. Potencial de valorização cambial

Você já ouviu falar que ganhar em dólar é melhor? É provável que sim! Portanto, se ganhar em dólar é melhor, investir em dólar também é!

O dólar é uma moeda com um histórico praticamente constante de valorização sobre a nossa moeda, o Real. 

Para exemplificar, vamos pensar um pouco lá atrás, por volta de 2014, quando o dólar era negociado no patamar dos R$ 2,00. Um investidor que fez aplicações no exterior naquela época poderia liquidar a sua aplicação hoje. Receberia, além do retorno dos seus investimentos, um excelente ganho proporcionado pela variação cambial, já que o dólar hoje está cotado acima dos R$ 5,00. Isso significa mais de 150% só em valorização cambial. Excelentes resultados, não é mesmo?

Formas de se investir no exterior

Basicamente, existem dois grandes grupos de investimentos para quem pretende realizar aplicações no exterior. Um grupo é composto por opções que não exigem a realização de uma transferência internacional, enquanto o outro grupo necessita de uma transferência para fora do país.

Conheça agora as principais formas de se investir no exterior:

Fundos de investimento

Se você ainda está começando e buscando entender melhor quais os riscos e as vantagens envolvidas nesse tipo de negócio, sem dúvida os fundos de investimento são uma boa escolha.

Algumas pessoas não sabem, mas é possível investir no exterior sem precisar enviar dinheiro para outro país. Afinal, aqui no Brasil temos algumas opções em fundos que trabalham aplicando parte ou até mesmo a totalidades dos recursos em ativos no exterior.

Também existem gestoras de investimento internacionais que possuem subsidiárias no Brasil, e disponibilizam sua carteira de fundos para investidores brasileiros. Por estarem sediadas no país, elas seguem o Código da Anbima e são reguladas pela CVM, o que proporciona maior segurança ao investidor. Não é necessário abrir conta no exterior ou enviar dinheiro para fora do país.

BDR

Certamente, você já ouviu falar nos BDRs – Brazilian Depositary Receipts. São certificados negociados aqui mesmo no Brasil, mas que representam ações de empresas estrangeiras e originalmente negociadas no exterior.

Sendo assim, ao adquirir BDRs o investidor não aplica em uma ação fora do país em si, mas em títulos representativos. Vale destacar que, nessa modalidade, os custos envolvidos são semelhantes ao investimento em ações comuns.

ETF

Outra boa opção são os ETFs – Exchange Traded Funds, que nada mais são do que fundos de índices negociados aqui na B3, e que retratam o desempenho de mercados de fora do país. Suas cotas são negociadas diretamente no pregão da B3, como se fossem ações.

É possível investir em fundos que replicam o S&P 500, por exemplo, uma das mais importantes referências do mercado americano.

COE

Os Certificados de Operações Estruturadas, ou simplesmente COE, são um tipo de aplicação que se dividem entre características da renda fixa e da renda variável.

Em síntese, um COE é um “pacote” de produtos, que títulos de renda fixa, ações ou derivativos. A sua rentabilidade depende de cada ativo dentro desse “pacote”.

Vale destacar que, para investir em COEs, também não é necessário enviar dinheiro para fora do país.

Abrindo uma conta de investimentos no exterior

Por fim, o investidor pode aplicar o seu dinheiro por meio de uma conta de investimentos no exterior. Pode investir, por exemplo, por meio da BlackRock, uma das mais importantes gestoras de ativos do mundo, já citada anteriormente nesse artigo.

Em boa parte das instituições financeiras no exterior é possível abrir uma conta por meio da internet, sem grandes complicações, exigindo-se apenas o envio de alguns documentos.

Após a abertura da conta, você precisará enviar dinheiro para ela através das transferências bancárias internacionais; ou, então, por meio das corretoras de câmbio. Com o dinheiro disponível na conta de investimentos do exterior, é hora de analisar as melhores opções disponíveis por lá, e finalmente investir!

Como investir no exterior com segurança?

Poderíamos listar neste artigo mais alguns motivos para mostrar a você que investir no exterior é um excelente negócio. Mas acreditamos que os motivos já listados são mais do que suficientes para comprovar que o mercado exterior está pronto para trazer excelentes resultados.

No próximo conteúdo que estamos preparando para você, detalharemos tudo o que você precisa saber para investir no exterior, aplicando seus recursos com total segurança.

Portanto, se você se interessou pelo assunto e deseja saber mais sobre os investimentos no exterior, continue acompanhando o blog da Atlas Invest!

Disclaimer

O conteúdo acima exposto possui finalidade meramente informativa / educativa, desta forma não deve ser compreendido como oferta ou recomendação de serviços ou produtos.

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário