Fundos Imobiliários vs Imóveis Fundos Imobiliários vs Imóveis

Fundos imobiliários vs imóveis

3 minutos para ler

É importante entender como funcionam os fundos imobiliários para não cair em armadilhas e para que você faça uma boa escolha que ajude a construir sua riqueza.

O educador financeiro Gustavo Cerbasi explica, no vídeo abaixo, que fundos imobiliários nada mais são do que um condomínio de investidores que se juntam, na forma de cotistas, para que através de uma estratégia de um grupo de gestores tragam algum tipo de renda. Pode ser através da construção de imóveis para venda ou locação.

Na prática, um fundo imobiliário é uma forma que o mercado financeiro encontrou de padronizar e fracionar a oportunidade de enriquecer com imóveis, para quem não tem um dinheiro total para comprar um shopping center, um prédio comercial, um hospital, etc. Com o dinheiro que você tem, pode entrar no seu home broker – que é onde são negociadas as cotas de fundos imobiliários -, digitar a cota do fundo no qual você tem interesse e identificar o valor pelo qual essas cotas estão sendo vendidas. Sendo interessante pra você, basta colocar um preço superior ao que o melhor comprador tenha colocado e você estará bem próximo de fechar a negociação com esse vendedor. Então, você pode, sim, investir em grandes empreendimentos, comprando cotas de fundos imobiliários.

As diferenças entre fundo imobiliário e investimento direto em imóveis

Mas veja: engana-se quem acredita que comprar cotas de um fundo imobiliário é comprar algo que sempre aumenta de valor porque imóveis aumentam de valor ao longo do tempo. Não é bem assim.

A grande diferença está na praticidade. Quem investe em imóveis tem que ter o cuidado de acompanhar seus imóveis, estudar o mercado e o plano diretor da cidade onde ele está inserido, para entender se há investimentos públicos que o valorizem ao longo do tempo. Se não há investimentos, não haverá valorização e, por consequência, não haverá ganhos imobiliários.

Um outro fator a ser considerado é que você pode investir num fundo imobiliário com participação em grandes empresas, shoppings, edifícios comerciais, etc, com valores acessíveis. Com R$1 mil, já é possível começar a investir em inúmeros fundos.

Já para comprar um imóvel residencial você precisaria ter o valor total desse imóvel. Ou teria que dar uma entrada, assumir o custo de um financiamento, documentação e se envolver com toda uma ineficiência do processo. Isso torna a compra do imóvel desvantajosa.

Fundos imobiliários são uma oportunidade para aquele que entende que o cenário é interessante para os imóveis, está proposto a estudar esse mercado e quer encontrar uma carteira interessante e diversificada, com potencial de valorização. Além da vantagem de que os rendimentos (ou dividendos) dos fundos imobiliários têm isenção de imposto de renda.

Assista, na íntegra, o vídeo de Gustavo Cerbasi, no canal do BTG Digital:

Disclaimer

O conteúdo acima exposto possui finalidade meramente informativa / educativa, desta forma não deve ser compreendido como oferta ou recomendação de serviços ou produtos.

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário